Awakened Life Project : Projeto Vida Desperta Rotating Header Image

Permaculture

hands

COURSES / CURSOS

30 Sept – 2 Oct, 2011

PERMACULTURE GARDENING

A practical exploration into the intuitive experience of growing and eating food from a permaculture perspective

HORTICULTURA PERMACULTURAL

Um fim-de-semana prático de cultivar e comer alimentos a partir duma perspectiva de permacultura integral.

Com Annelieke van der Sluijs e Laura Williams.

Inglês com tradução para Português conforme necessário

069

OCT 28-31, 2011:

INTEGRAL PERMACULTURE

Permaculture: Meditation: Raw & Wild Food: Conscious Evolution: Integral Theory

PERMACULTURA INTEGRAL


Com Laura Williams, Annelieke van de Sluijs & Pete Bampton
Inglês com tradução para Português. Todos os filmes têm legendas em português.

**************************************************************************

O que é a Permacultura?

O princípio básico da Permacultura é: trabalhar “com” e “a favor de”, e não “contra a natureza”.

A Permacultura é um método holístico para planear, actualizar e manter sistemas de escala humana (jardins, vilas, aldeias e comunidades) ambientalmente sustentáveis, socialmente justos e financeiramente viáveis, e assim possibilitar na prática o “Viver em Harmonia”, com todas as nossas relações, com a natureza, com a Mãe Terra.

043

Foi criada pelos ecologistas australianos Bill Mollison e David Holmgren na década de 1970. O termo, cunhado na Austrália, veio de permanent agriculture, e mais tarde se estendeu para significar permanent culture. A sustentabilidade ecológica, ideia inicial, estendeu-se para a sustentabilidade dos espaços humanos.

Os princípios da Permacultura vêm da posição de Mollison de que “a única decisão verdadeiramente ética é cada um tomar para si a responsabilidade da sua própria existência e da dos seus filhos” (Mollison, 1990).

A ênfase está na aplicação criativa dos princípios básicos da natureza, integrando plantas, animais, construções, e pessoas num ambiente produtivo, com estética e harmonia. E, neste ponto encontra paralelos com a Agricultura Natural, que sendo difundida intencionalmente pelas pesquisas de Masanabu Fukuoka por todo o mundo, chegaram às mãos dos senhores fundadores da permacultura e foram por eles desenvolvidas.

A Permacultura é uma síntese das práticas agrícolas tradicionais com ideias inovadoras. Unindo o conhecimento secular às descobertas da ciência moderna, proporcionando o desenvolvimento integrado da propriedade rural de forma viável e segura para o agricultor familiar. A Permacultura, além de ser um método para planear sistemas de escala humana, proporciona uma forma sistémica de se visualizar o mundo e as correlações entre todos os seus componentes. Serve, portanto, como meta-modelo para a prática da visão sistémica, podendo ser aplicada em todas as situações necessárias, desde como estruturar o habitat humano até como resolver questões complexas do mundo empresarial.

retreat1 005

A Permacultura é a utilização de uma forma sistémica de pensar e conceber princípios ecológicos que podem ser usados para projectar, criar, gerir e melhorar todos os esforços realizados por indivíduos, famílias e comunidades no sentido de um futuro sustentável. A Permacultura origina-se de uma cultura permanente do ambiente. Estabelecer na nossa rotina diária, hábitos e costumes de vida simples e ecológicos – um estilo de cultura e de vida em integração directa e equilibrada com o meio ambiente, envolvendo-se quotidianamente em actividades de auto-produção dos aspectos básicos das nossas vidas referentes a abrigo, alimento, transporte, saúde, bem-estar, educação e energias sustentáveis.

-Permacultura-

Princípios da Permacultura:

Quanto mais se aproxima da natureza, menos se trabalha

Substituir altos investimentos e trabalho por planeamento e criatividade

O problema é a solução; A diversificação garante a estabilidade

A estabilidade vem quando se fecham os ciclos

Precisamos responsabilizarmo-nos com os nossos netos

Todo sistema deve produzir mais energia do que consome

Visa-se a cooperação ao invés da competição, integração em vez de fragmentação